Como Criar um Funil de Vendas?

O funil de vendas que também é conhecido por pipeline é uma das partes essenciais para o entendimento do Inbound Marketing. Quando uma empresa não acompanha o próprio funil acabam perdendo clientes e isso não é o ideal em nenhum tipo de negócio, inclusive no digital.

o que é um funil de vendas

Nos últimos tempos as pessoas têm se tornado mais exigentes e necessitam adquirir os melhores produtos e serviços possíveis, ter um atendimento de qualidade e prestadoras de serviço que acompanhem suas demandas.

Mais para que isso aconteça é fundamental que se conheça as técnicas de vendas e marketing e acessar as ferramentas que conseguem atrair mais pessoas e transformá-las em compradores reais. Nisso, não vale apenas ter uma lista com o nome dos visitantes e seu endereço, participar das redes sociais e saber a quantidade de visitantes que à página tem para conseguir aumentar o volume de vendas.

É preciso ir além, descobrir os motivos que levam os consumidores a escolherem uma ou outra empresa. Somente desta forma é que é possível prosperar dentro de um mercado que é tão competitivo e dinâmico. É por este motivo que é tão importante saber mais sobre o funil de vendas para poder criá-lo.

Desenvolvendo o funil de vendas

O funil de vendas possui 3 momentos diferentes: topo do funil, meio e fundo. No topo o objetivo é aumentar o tráfego de visitação que normalmente é feito por meio das mídias sociais já que se trata de uma oportunidade excepcional para que a curiosidade dos potenciais clientes seja despertada.

O meio diz respeito ao conteúdo que precisa ser ainda mais informativo com apresentação da solução para a persona além da organização. Já no fundo do funil fala-se abertamente sobre a empresa e a solução que ela apresenta para o problema.

Como é possível perceber, o funil de vendas possui 3 momentos diferentes que cada uma delas necessita de um conteúdo específico. Por isso, produzir o mesmo tipo de conteúdo para todas elas não é uma estratégia muito inteligente, pois cada fase necessita de um conteúdo diferenciado e o dono da página deve prover informações suficientes que permitam que o cliente avance até chegar ao fim do funil.

 

Atrair visitantes

O topo do funil é destinado a atrair os visitantes para a página. Como o público é mais amplo é preciso que o conteúdo utilizado nesta fase seja de fácil acesso, ou seja, que seu entendimento seja fácil e que possua informações suficientes para que o visitante tenha sua curiosidade instigada e acabe se tornando um lead.

 

Isso pode ser feito por meio de algumas ferramentas como as mídias sociais, fazer postagem em blogs e boletim informativo (newsletter).

 

Capturar visitantes

Após os visitantes que são potenciais clientes tiverem passado pela primeira fase, o topo do funil de vendas, é preciso pensar no conteúdo que será disponibilizado para eles. Neste caso, se o conteúdo que iniciou o contato já tinha algumas informações agora é ainda muito mais importante que ele seja informativo, que apresenta soluções para um problema, mas sem que a organização seja muito falada.

 

É neste momento que é possível fazer uma limitação no consumo de conteúdo, pois já se tem clientes que possuem uma chance maior de adquirir o item e se tornar compradores reais. Neste segundo estágio é muito importante capturar o máximo possível de dados do cliente, pois é aqui que um relacionamento mais próximo com o potencial consumidor é iniciado e o conteúdo deve esclarecer todas as dúvidas. Para isso, o criador de uma página pode fazer posts de blogs, newsletters personalizadas e ebook.

 

Falar do Produto

É neste ponto que o empreendedor deve falar abertamente sobre a sua solução. Aqui, o produtor ou afiliado se posiciona como sendo a melhor opção que existe no mercado, pois é praticamente certeza que o consumidor já fez uma sonda por outras empresas. Assim, o ideal é que todas as ferramentas necessárias para que todas as dúvidas do comprador sejam solucionadas e que facilite o processo de efetivação da compra precisam ser utilizadas.

 

Para que isso possa acontecer os seguintes recursos podem ser utilizados:

  • Cases de clientes : são colocadas histórias de clientes que adquiriram o produto ou serviço da empresa. É fundamental que todos os pontos importantes da solução sejam apontados e como que a empresa mudou a vida do cliente.
  • Webinars de venda – geralmente, os webinars (ou hangouts) são apresentações que utilizam vídeo e voz cujo toque é mais pessoal é próximo do cliente. Quando se trata de vendas este recurso é muito importante, pois através do vídeo o potencial cliente consegue visualizar o produto ou serviço em cada etapa e a efetivação da venda se torna cada vez mais real. Por causa dos webinars de venda é possível evitar problemas que vez ou outra fazem com que o cliente desista da compra.

Forte Abraço!

Gostou deste artigo? Então deixe à sua opinião abaixo nos comentários, e compartilhe com seus amigos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s